Porsche decide dar luz verde para o Mission E

Há alguns carros conceito que são apresentados como tal só para causar alguma expectativa. Na verdade, eles são carros de produção disfarçados com alguns elementos futuristas. O Porsche Mission E poderia ser considerado um carro conceito puro não fosse o fato de que um veículo muito semelhante já está à venda. E se chama Tesla Model S. E vende muito bem, considerando o quanto custa. A Porsche seria insana em não tentar competir com ele. E deixou claro que não é ao dar ao Mission E a luz verde.

A completa falta de especificações técnicas prova que o antigo conceito deveria permanecer como tal. Só sabemos sua altura: 1,30 m. E que ele utiliza rodas de 21 polegadas na dianteira e de e 22 polegadas na parte de trás. Todas as outras informações que a Porsche divulgou dizem respeito a como ele funciona.

Porsche-missão-E-6

O Mission E foi concebido como um veículo elétrico desde o início, com todas as suas baterias instaladas sob a cabine do carro. O Tesla Model S também é assim. Outros exemplos de carros elétricos, como o Chevrolet Spark EV, o Ford Focus Electric e o Honda Fit EV, são modelos normais adaptados para rodar apenas com a eletricidade das baterias, provavelmente colocadas onde você encontraria um tanque de gasolina. Um carro que nasce como um elétrico tende a apresentar desempenho muito melhor e ser um produto muito mais refinado.

Porsche-missão-E-5

Porsche-missão-E-3 Porsche-missão-E-7

O Mission E tem um motor elétrico para cada eixo, o que coloca todos os elementos de seu trem de força em uma posição mais baixa. Isso contribui para um baixo centro de massa, uma condição que freqüentemente se traduz em um comportamento dinâmico muito bom (se os engenheiros o aproveitam ao máximo). Os compartimentos em que o motor poderia ser colocado, na frente ou atrás do habitáculo, são reservados para a bagagem. Uma vez que não há nenhum motor ou qualquer outro componente mecânico nestes compartimentos para ser empurrado para dentro do veículo em caso de batidas, os carros elétricos são muito mais seguros do que seus concorrentes com motor de combustão interna. Quando testado em 2013, o Model S foi considerado o veículo mais seguro já avaliado pela NHTSA. E provavelmente ainda é o mais seguro da área.

Porsche-missão-E-23

O novo Porsche elétrico muito provavelmente apresentará características dinâmicas e de segurança muito semelhantes, além de algumas novidades. A mais importante é o sistema elétrico de 800V, o dobro da voltagem de veículos elétricos regulares. Ele lhe permite ter um sistema de recarga rápida que recupera 80% da carga total das baterias em apenas 15 minutos. Se elas ficarem totalmente carregadas, o Mission E terá um alcance de 500 km. A Porsche não informou a capacidade das baterias, mas podemos supor que é algo em torno de 85 kWh ou até 90 kWh, como as versões de topo de seu futuro concorrente da Tesla.

Porsche-missão-E-10

Porsche-missão-E-4 Porsche-missão-E-1

O peso é igualmente distribuído entre os eixos dianteiro e traseiro. A carroceria é construída com fibra de carbono, alumínio e aço de alta resistência. A cabine é tão rígida que o carro ainda pode dispensar o uso de uma coluna de B. Debaixo do assoalho há placas de carregamento induzido, que permitem ao Porsche recarregar sem ter que ser plugado na tomada. Uma vantagem sem fio sobre seus concorrentes.

Porsche-missão-E-9

A aerodinâmica é um elemento fundamental no novo carro. As rodas foram projetadas para evitar turbulências, o perfil baixo reduz a resistência ao ar e até mesmo os espelhos retrovisores foram suprimidos em favor de um conjunto de câmeras. Suas imagens são exibidas na parte inferior do pára-brisa, em seus respectivos lados.

Porsche-missão-E-8

Os dois motores dão ao Mission E 440 kW de potência. Ele é capaz de acelerar de 0 aos 100 km/h em 3,2 s e de chegar a 200 km/h em 12 s. Velocidade máxima é de 250 km/h, limitada eletronicamente para poupar as baterias. Como todas as quatro rodas tracionam e esterçam, e os motores elétricos podem executar vetorização de torque, o novo carro elétrico promete dinâmica e desempenho incríveis.

A Porsche planeja investir 700 milhões de euros para adaptar sua fábrica de Stuttgart-Zuffenhausen. Lá será criada uma nova ala de pintura e a atual linha de montagem do motor será expandida para criar espaço para os motores elétricos. A empresa estima que precisará de mais de 1.000 novos colaboradores. Se conseguir vender o Mission E a um preço competitivo, a Tesla tem todos os motivos para começar a se preocupar.

Gustavo Henrique Ruffo

I have been an automotive journalist since 1998 and have worked for many important Brazilian newspapers and magazines, such as the local edition of Car and Driver and Quatro Rodas, Brazilian's biggest car magazine. I have also worked for foreign websites, such as World Car Fans and won a few journalism prizes, among them three SAE Journalism Awards and the 2017 IAM RoadSmart Safety Award. I am the author of "The Traffic Cholesterol", a book about bad drivers that you can buy at Hotmart, Google Play, Amazon and Kobo.