Renault apresenta o novo Mégane Sedan. Construído sobre a plataforma CMF C/D

Quando falamos sobre o novo sedã baseado no Mégane pela primeira vez, ainda não tínhamos nenhuma informação sobre se ele iria ser construído sobre a nova plataforma CMF C/D. Nem se ele iria receber um novo nome, como o Mégane Sedan, ou se seria chamado de Fluence. A Renault matou hoje as nossas dúvidas. Pelo menos uma parte delas. O novo carro será a 3ª geração do Mégane Sedan. E usará a plataforma CMF C/D, como todos os outros produtos mais recentes da Renault nos segmentos C e D.

Porta-malas menor, plataforma melhor

Além disso, sabemos também que o carro terá um porta-malas de 503 l. É menor que o do Fluence (530 l), mas a nova plataforma é muito mais sofisticada do que a Plataforma C da Nissan que sustenta o atual Nissan Sentra. E deve ser também mais leve.

Renault_Megane_Sedan_4

Renault_Megane_Sedan_6 Renault_Megane_Sedan_5 Renault_Megane_Sedan_2 Renault_Megane_Sedan_3

A Renault não liberou as especificações técnicas do carro, mas isso nem era necessário. Pelo menos não depois de o manual do proprietário ter vazado e revelado tudo, menos o peso. O novo Mégane Sedan tem 4,63 m de comprimento, 2,06 m de largura (contando os espelhos retrovisores), 1,44 m de altura e tem uma distância entre eixos de 2,71 m.

Renault_Megane_Sedan_7

Onde ele será oferecido

O novo Mégane Sedan será produzido na Turquia e vendido na Argélia, Arábia Saudita, Austrália, Bulgária, Croácia, Egito, Emirados Árabes Unidos, Estônia, Hungria, Irlanda, Itália, Israel, Letônia, Líbano, Lituânia, Marrocos, Polônia, República Checa, Romênia, Sérvia, Eslovênia, Tunísia, Turquia e Ucrânia.

A América Latina não aparece na lista, mas é um importante mercado para sedãs. Ou o Mégane Sedan será produzido na Argentina e exportado para o México, Brasil e Colômbia, entre outros, ou um novo sedã será preparado para esses mercados. Talvez uma evolução do Fluence. Como a CMF C/D visa dar à Renault (e à Nissan) uma vantagem em escala de produção, duvidamos seriamente da última solução. E apostamos em uma produção argentina do Mégane Sedan. Mesmo que ele conserve o nome Fluence.

Renault_Megane_Sedan_13

Renault_Megane_Sedan_9 Renault_Megane_Sedan_14 Renault_Megane_Sedan_12 Renault_Megane_Sedan_10

Na Turquia, o Mégane Sedan será produzido com dois motores a gasolina, o SCe 115 (de 85 kW, ou 115 cv) e o TCe 130 (96 kW). O primeiro pode usar uma transmissão manual de 5 marchas ou uma CVT. O último terá as opções de um manual de 6 marchas ou uma transmissão de dupla embreagem automatizada de 7 marchas chamada de EDC.

Renault_Megane_Sedan_8

As opções diesel serão 3: o dCi 90 (66 kW), com uma transmissão manual de 6 marchas, o dCi 110 (81 kW), com o mesmo câmbio manual ou uma EDC de 6 marchas, e o dCi 130 (96 kW), disponível apenas com a transmissão manual.

Gustavo Henrique Ruffo

I have been an automotive journalist since 1998 and have worked for many important Brazilian newspapers and magazines, such as the local edition of Car and Driver and Quatro Rodas, Brazilian's biggest car magazine. I have also worked for foreign websites, such as World Car Fans and won a few journalism prizes, among them three SAE Journalism Awards and the 2017 IAM RoadSmart Safety Award. I am the author of "The Traffic Cholesterol", a book about bad drivers that you can buy at Hotmart, Google Play, Amazon and Kobo.