BMW i5 pode ser um crossover, segundo revista britânica

Quando a BMW anunciou que a família i, com o i3 e o i8, havia a expectativa de surgir mais um integrante. Seria o i5. Ninguém sabia como ele seria. Um sedã? Um novo hatchback? Agora a revista britânica AutoExpress diz que vai ser um crossover. Apesar de termos um pé atrás com tudo que a AutoExpress publica, é preciso reconhecer que faz todo o sentido.

Os crossovers constituem hoje um segmento de mercado dos mais quentes. Não por acaso, foi um deles que a Tesla decidiu produzir depois de desenvolver o seu primeiro projecto, o Model S. É bom lembrar que o primeiro Tesla, o Roadster, foi construído sobre a plataforma do Lotus Elise.

Um crossover seria o modelo mais fácil de desenvolver, considerando a BMW teria que criar um i3 maior e mais alto, como a projeção da AutoExpress sugere. Havia rumores de que o i5 seria um um i3 esticado. Talvez seja a isto que o “esticado” se refira. A estrutura apresentada pelo i3 também ajuda: ele é composto pelo módulo Life, a cabine de fibra de carbono, e o módulo Drive, que traz todos os componentes do trem de força, feito de alumínio.

Prometendo uma autonomia superior a 320 km, o formato do i5 ainda não foi decidido, de acordo com Ian Robertson, membro do conselho da BMW entrevistado pela revista britânica. De qualquer forma, a BMW prestará muita atenção à Tesla. E ficará de olho nas vendas do Model X, um crossover com portas “asa de águia” na parte de trás. Considerando que ele muito provavelmente será um sucesso maior do que o sedã, realmente devemos esperar algo semelhante da família i. Espie o site da revista para ver as demais projeções da aposta da AutoExpress.

Fonte: AutoExpress

Gustavo Henrique Ruffo

Sou jornalista automotivo desde 1998 e trabalhei para alguns dos meios, especializados ou não, mais importantes do Brasil, como Folha de S.Paulo, Jornal do Carro, a finada Oficina Mecânica, Gazeta Mercantil, WebMotors, FlatOut, Car and Driver e Quatro Rodas. Também escrevi para meios estrangeiros, como o site World Car Fans, e ganhei alguns prêmios de jornalismo, da SAE, da AEA e o IAM RoadSmart Safety Award 2017, pelo The Guild of Motoring Writers. Também sou autor do livro "O Colesterol do Trânsito", sobre maus motoristas, que pode ser comprado como ebook no Hotmart, na Amazon e como cópia física no Clube de Autores.