Chevrolet libera as primeiras imagens do novo Cruze Hatch

Como esperado, o novo Chevrolet Cruze Hatch, chamado Chevrolet Cruze Sport6 no Brasil, será apresentado oficialmente no Salão de Detroit de 2016. O que ninguém esperava era que suas primeiras imagens fossem apresentadas antes do show, como foram agora. Senhoras e senhores, eis aqui o carro. E está lindo.

Chevrolet Cruze-Hatch-2

O novo hatchback de segmento C da Chevrolet manterá a distância entre eixos do sedã, com 2,70 m, mas seu porta-malas será impressionante. De acordo com a GM, o novo Cruze será capaz de transportar 524 l de carga. Se os assentos traseiros forem dobrados, o espaço para bagagem sobe para 1.189 l. A GM não divulgou o comprimento do Cruze Hatch, mas podemos apostar em uma mesma altura (1,46 m) e largura (1,80 m), em comparação com o sedã.

Chevrolet Cruze-Hatch-3

O novo Cruze Hatch usa a plataforma D2XX, que o ajudou a eliminar 45 kg em relação ao anterior. O novo motor, um 1.4 turbinado que gera 113 kW (154 cv) a 5.600 rpm e 240 Nm entre 2.000 rpm e 4.000 rpm, elimina outros 20 kg. No total, o novo hatchback é 91 kg mais leve do que aquele que ainda está à venda em outros países, fora os Estados Unidos. Esta geração do Cruze Hatch será a primeira vendida em solo norte-americano, algo que GM pretende começar a fazer no terceiro trimestre de 2016. Quanto à versão sulamericana, que será produzida em Rosario, Argentina, o que se diz é que ela terá um motor 1.5 turbo, que teria mais torque em baixas rotações.

Chevrolet-Cruze-Hatch-Z-link-rear-suspension-2

Outra característica que a GM decidiu divulgar é que o o novo Cruze Hatch irá oferecer uma suspensão traseira Z-link, também chamada de paralelo de Watt. Que são dois nomes chiques para eixo de torção com uma coisinha a mais, como você pode ver nas imagens acima e abaixo. Esta suspensão é usada pelo Cruze desde a sua primeira geração, em versões específicas, e não, não é independente. Mas ela será oferecida apenas para a versão topo de linha, chamada Premier. Em outros mercados, como o brasileiro, nunca foi empregada. E talvez não seja.

Chevrolet-Cruze-Hatch-Z-link-rear-suspension

A fim de enfrentar a concorrência, a GM faz algumas afirmações fortes. A primeiro é que o novo Cruze Hatch terá mais recursos de segurança de série do que qualquer outro carro do segmento C vendido nos EUA. Mesmo quando comparado com o Toyota Corolla ou com a 10ª geração do Honda Civic. Esses recursos incluem Lane Keep Assist (auxiliar de manutenção de faixa), Rear Cross Traffic Alert (alerta de tráfego atrás do carro), Side Blind Zone Alert (assistente de ponto cego) e Rear Park Assist (aparentemente, sensor traseiro de estacionamento ou câmera de ré). Também terá a opção do Teen Driver, um dedo-duro sobre como seus filhos estão dirigindo o carro. Esperemos que estes itens sejam oferecidos, também de série, em todos os mercados em que o novo hatchback for vendido! A segunda afirmação é que o Cruze Hatch será mais espaçoso do que um Ford Focus ou um Hyundai Elantra.

Chevrolet Cruze-Hatch-4

Outra equipamento de série do novo carro será um sistema de rádio MyLink compatível com Apple CarPlay e Auto Android, com 4G LTE opcional para um hotspot de Wi-Fi, provavelmente para dar acesso à internet para os passageiros com seus gadgets. E para assegurar silêncio por toda a viagem no habitáculo.

Haverá cinco versões para o novo Cruze nos EUA: L, LS, LT, Premier e RS. Destas, o Cruze Hatch terá a LT, a Premier e a RS. Esta última vem com rodas de aro 18, saias laterais e faróis de neblina e para-choques dianteiro e traseiro diferentes. As fotos usadas pela GM na divulgação são da versão RS. Fica a dúvida de como serão as versões comuns. Seria bom se a versão RS também viesse com um motor mais forte, ou pelo menos um ajuste diferente de câmbio e de suspensão, mas isso é algo de que só teremos certeza quando o Salão de Detroit abrir suas portas.

Gustavo Henrique Ruffo

Sou jornalista automotivo desde 1998 e trabalhei para alguns dos meios, especializados ou não, mais importantes do Brasil, como Folha de S.Paulo, Jornal do Carro, a finada Oficina Mecânica, Gazeta Mercantil, WebMotors, FlatOut, Car and Driver e Quatro Rodas. Também escrevi para meios estrangeiros, como o site World Car Fans, e ganhei alguns prêmios de jornalismo, da SAE, da AEA e o IAM RoadSmart Safety Award 2017, pelo The Guild of Motoring Writers. Também sou autor do livro "O Colesterol do Trânsito", sobre maus motoristas, que pode ser comprado como ebook no Hotmart, na Amazon e como cópia física no Clube de Autores.