Ford Fusion reestilizado aparece no Salão de Detroit 2016

O Ford Fusion recebeu o que vulgarmente é conhecido na indústria como um facelift de meio de ciclo. É realizado para fazer o carro parecer atualizado e manter sua participação de mercado até que sua nova geração apareça. Assim como sua reestilização em 2016, a segunda geração do Fusion foi apresentada em 2012 no Salão de Detroit. Se este ritmo se mantiver, espere que a terceira geração apareça por volta de 2020. Vai haver muito tempo para conviver com o atual sedã de segmento D reestilizado.

Ford-Fusion-Sport-2

As mudanças mais visíveis estão nos pára-choques traseiro e dianteiro, bem como nas lanternas e nos faróis.

Ford-Fusion-Sport-4

Ford-Fusion-esporte-5 Ford-Fusion-esporte-3

Dentro, a alavanca de câmbio foi substituída por um seletor giratório de marchas. Mas a mudança mais importante foi o retorno da versão Sport, o que você vê nestas fotos, equipada com um motor 2.7 V6 biturbo EcoBoost que irá entregar 242 kW (330 cv) e 475 Nm de torque distribuídos a todas as quatro rodas.

Produzido no México, o novo Fusion será também renovado em outros mercados para onde ele é exportado, como o Brasil, em 2016.

Gustavo Henrique Ruffo

Sou jornalista automotivo desde 1998 e trabalhei para alguns dos meios, especializados ou não, mais importantes do Brasil, como Folha de S.Paulo, Jornal do Carro, a finada Oficina Mecânica, Gazeta Mercantil, WebMotors, FlatOut, Car and Driver e Quatro Rodas. Também escrevi para meios estrangeiros, como o site World Car Fans, e ganhei alguns prêmios de jornalismo, da SAE, da AEA e o IAM RoadSmart Safety Award 2017, pelo The Guild of Motoring Writers. Também sou autor do livro "O Colesterol do Trânsito", sobre maus motoristas, que pode ser comprado como ebook no Hotmart, na Amazon e como cópia física no Clube de Autores.