Nissan apresenta o GT-R reestilizado no Salão de Nova York. Tente pegar as diferenças

Este é o Nissan GT-R reestilizado, que acabou de ser apresentado no Salão de Nova York. É também um difícil teste de observação. A menos que você seja um maluco por GT-R, será difícil detectar o que há de diferente no reestilizado em relação ao atualmente disponível. Tente.

Nissan GT-R-10

Nissan GT-R-11 Nissan GT-R-3 Nissan GT-R-2 Nissan GT-R-1

Se você não tiver conseguido apontar as diferenças, nós o ajudaremos. A grade dianteira V-motion foi atualizada, bem como os pára-choques traseiro e dianteiro. As saias laterais também foram alargadas, a fim de proporcionar o melhor fluxo de ar.

Em outras palavras, a maioria das mudanças foi para melhorar a aerodinâmica. Além, é claro, do motor V6 e do novo interior, que você pode ver abaixo.

Nissan GT-R-9

Nissan GT-R-8 -Nissan GT-R-7 Nissan GT-R-6 Nissan GT-R-5

O V6 VR38DETT 3.8 tem agora 421 kW (572 cv) a 6.800 rpm e 633 Nm de 3.300 rpm a 5.800 rpm, contra os 407 kW (553 cv) da versão anterior do motor. Ele agora tem um escape especial de titânio, que ainda termina em 4 saídas. O carro usa uma transmissão automatizada de dupla embreagem com 6 marchas.

O GT-R tem 4,71 m de comprimento, 1,90 m de largura, 1,37 m de altura e uma distância entre eixos de 2,78 m. As entregas do novo modelo vão começar no final do primeiro semestre deste ano.

Gustavo Henrique Ruffo

Sou jornalista automotivo desde 1998 e trabalhei para alguns dos meios, especializados ou não, mais importantes do Brasil, como Folha de S.Paulo, Jornal do Carro, a finada Oficina Mecânica, Gazeta Mercantil, WebMotors, FlatOut, Car and Driver e Quatro Rodas. Também escrevi para meios estrangeiros, como o site World Car Fans, e ganhei alguns prêmios de jornalismo, da SAE, da AEA e o IAM RoadSmart Safety Award 2017, pelo The Guild of Motoring Writers. Também sou autor do livro "O Colesterol do Trânsito", sobre maus motoristas, que pode ser comprado como ebook no Hotmart, na Amazon e como cópia física no Clube de Autores.