FLAGRA! – Esta é a sétima geração do Ford Fiesta

A sétima geração do Ford Fiesta até agora foi vista apenas como uma mula, mas o CarPix conseguiu obter as primeiras imagens do protótipo do carro final. Ainda que ele pareça estar terminado, dando esperanças a uma apresentação do modelo de produção no Salão de Paris, é muito cedo para o novo hatchback do segmento B ser revelado oficialmente. Esperamos que ele apareça no Salão de Genebra de 2017, a menos que a Ford queira antecipá-lo de alguma forma, como fez com a sexta geração com o conceito Verve, no Salão de Frankfurt de 2007.

Ford-Fiesta-7th-generation-CarPix-2

Ford-Fiesta-7th-generation-CarPix-3 Ford-Fiesta-7th-generation-CarPix-4 Ford-Fiesta-7th-generation-CarPix-5 Ford-Fiesta-7th-generation-CarPix-6

De acordo com o CarPix, a nova geração do Ford Fiesta será ligeiramente maior, a fim abrir espaço para o Ka+, projetado no Brasil e produzido na Índia para os mercados europeus. Isso também implica que ele será mais caro do que o modelo atual. Sua plataforma possivelmente permanecerá a mesma: a B Global, também chamada B1 ou B2E.

As fotos, apesar do disfarce, mostram que o próximo Fiesta será grandemente inspirado pelo Focus atual, com uma espécie de degrau entre a coluna C e os arcos de roda traseiros, um elemento de estilo que está ficando muito comum em modelos do segmento B, como no futuro Citroën C3. As lanternas traseiras abandonaram o desenho vertical, o que as fazia “invadir” a parte superior das colunas C, e agora são horizontais, invadindo a tampa traseira em vez disso. É possível que elas possam ser vistas estendendo-se ao longo das caixas de roda, como as do atual Ford Focus também fazem.

Ford-Fiesta-7th-generation-CarPix-10

Ford-Fiesta-7th-generation-CarPix-11 Ford-Fiesta-7th-generation-CarPix-9 Ford-Fiesta-7th-generation-CarPix-8 Ford-Fiesta-7th-generation-CarPix-7

Não se engane com as inserções pretas nos para-choques dianteiro e traseiro: elas são apenas parte da camuflagem. Em outras palavras, o Fiesta terá balanços muito menores do que essas fotos podem levar você a acreditar. A entrada de ar frontal ainda se assemelha à grade dianteira da Aston Martin, mas dizem ser mais quadrada. No interior, a sétima geração Ford Fiesta terá um sistema de som SYNC3 com tela sensível ao toque no lugar do atual, que tem uma telinha de cristal líquido bem mais ou menos.

A potência virá dos atuais Ecoboost de 3 e 4 cilindros e finalmente a tão esperada versão RS do Fiesta poderá surgir. Isso seria uma boa explicação para não a termos visto na 6ª geração, que foi considerada como um brilhante carro pequeno para dirigir. Esperamos que a 7ª geração também aumente esse sentimento tanto quanto o tamanho e o preço. Mais do que eles, de preferência.

Gustavo Henrique Ruffo

Sou jornalista automotivo desde 1998 e trabalhei para alguns dos meios, especializados ou não, mais importantes do Brasil, como Folha de S.Paulo, Jornal do Carro, a finada Oficina Mecânica, Gazeta Mercantil, WebMotors, FlatOut, Car and Driver e Quatro Rodas. Também escrevi para meios estrangeiros, como o site World Car Fans, e ganhei alguns prêmios de jornalismo, da SAE, da AEA e o IAM RoadSmart Safety Award 2017, pelo The Guild of Motoring Writers. Também sou autor do livro "O Colesterol do Trânsito", sobre maus motoristas, que pode ser comprado como ebook no Hotmart, na Amazon e como cópia física no Clube de Autores.