FLAGRA! – Veja o novo Ford Focus RS500 em testes em Nürburgring Nordschleife

O carro que você vê nestas imagens e no vídeo abaixo foi filmado em Nürburgring Nordschleife pelo canal do Youtube CVDZIJDEN. Além deles, os maiores fotógrafos de segredo do mundo também registraram os testes. E eles unanimemente o consideram como o Ford Focus RS500. Principalmente devido as saídas de ar no capô, bem como os elementos aerodinâmicos diferentes em relação ao Focus RS. Este é um carro que já se esperava que fosse aparecer e ele agora parece estar finalmente em preparação. Veja-o em ação abaixo antes de descarregarmos as informações que temos sobre ele até agora.

O novo Focus RS500 será uma edição limitada do Focus RS. Que já é o portador do título “o hatchback esportivo a ser batido”. Tudo o que a Ford revelou sobre ele até agora é o motor, um 2.3 EcoBoost de 4 cilindros, turbinado, que entrega 257 kW (350 cv) a 6.000 rpm e 440 Nm a 3.200 rpm. Estamos espantados em como a Ford parece não se importar mais com especificações técnicas detalhadas, como ela já demonstrou com o Ford GT.

Ford-Focus-RS500-2

O resto dos dados teve de ser extraído de revistas que já o dirigiram. O RS tem 4,39 m de comprimento, 1,82 m de largura, 1,47 m de altura e uma distância entre eixos de 2,65 m. Estas medidas devem ser compartilhadas com o RS500. O peso, por outro lado, deve cair bem abaixo dos 1.569 kg do RS.

O Focus RS500 anterior

No passado, o Focus RS500 era uma edição especial com menos peso, freios maiores, suspensão mais rígida e orientado para a pista. O “500” no nome veio do número de unidades construídas. Mas e se no próximo carro ele significar também que ele terá 500 cv, ou 368 kW?

Ford-Focus-RS500-4

Ford-Focus-RS500-3 Ford-Focus-RS500-1

Certamente é uma característica desejável, mas algumas revistas dizem que não há nenhuma maneira de extrair mais potência do motor 2.3 EcoBoost. Isso pode significar um motor maior, se os 500 cv se tornarem um alvo real. E esperamos que ele vire. Isso seria uma boa maneira de a Ford tentar bater a Volkswagen como referência em hatchbacks nervosos.

Gustavo Henrique Ruffo

Sou jornalista automotivo desde 1998 e trabalhei para alguns dos meios, especializados ou não, mais importantes do Brasil, como Folha de S.Paulo, Jornal do Carro, a finada Oficina Mecânica, Gazeta Mercantil, WebMotors, FlatOut, Car and Driver e Quatro Rodas. Também escrevi para meios estrangeiros, como o site World Car Fans, e ganhei alguns prêmios de jornalismo, da SAE, da AEA e o IAM RoadSmart Safety Award 2017, pelo The Guild of Motoring Writers. Também sou autor do livro "O Colesterol do Trânsito", sobre maus motoristas, que pode ser comprado como ebook no Hotmart, na Amazon e como cópia física no Clube de Autores.